BIJUTERIAS, GERANDO EMPREGOS E OPORTUNIDADES


Com o advento da técnica de criar jóias folheadas, cada vez mais pessoas tiveram acesso a um acessório de vestuário muito desejado: Jóias bonitas e de baixo custo. Graças a esse mercado enorme e promissor, a economia de muitas cidades e, principalmente, de muitas pessoas, foi enormemente favorecida.
Aqui no Brasil, temos o exemplo clássico da cidade paulista de Limeira. Anteriormente uma cidade eminentemente agrícola e voltada para o cultivo de laranjas, passou pouco depois para a cultura da cana-de-açúcar e, com o surgimento das primeiras fábricas de jóias folheadas, Limeira deu um salto na qualidade de vida de seus cidadãos e tornou-se o principal pólo fabricante de jóias folheadas do Brasil.
A qualidade de suas peças é reconhecida internacionalmente. Sendo em muito, superior as fabricadas na China e na Índia. Infelizmente, como esses países usam mão-de-obra muito barata ou subempregada, os preços praticados são menores do que os das jóias folheadas de Limeira. Contudo perdem muito em design e na qualidade dos materiais.

Brinco em OuroHoje, em torno de quatrocentas e cinqüenta indústrias formais estão instaladas na cidade. Gerando aproximadamente nove mil empregos diretos e quarenta e cinco mil empregos indiretos. A receita oriunda da exportação e da venda de jóias folheadas na cidade, só entre janeiro e junho do ano passado, girou em torno dos cinqüenta e três milhões de dólares. Países da América Latina, América do Norte (notadamente os Estados Unidos), Europa e até da África; consomem avidamente em torno de trinta por cento de todas as jóias folheadas fabricadas pelas joalherias locais.

Nacionalmente, as jóias folheadas de Limeira, são reconhecidas com oriundas do maior pólo produtivo e empresarial do gênero. E, ano após ano, aumentam o número de indústrias que se instalam na cidade.

Contudo, o crescimento forte e a gama quase interminável de clientes; faz com que o número de indústrias informais também seja grande. A grande demanda por jóias folheadas, faz com que pessoas busquem a proximidade do pólo industrial para trabalhar a margem da lei; tentando assim, ganhar uma fatia do mercado formal.

A preocupação das autoridades com esse estado de coisas se justifica. Pois a fabricação de jóias folheadas de qualidade envolve o uso de produtos químicos perigosos e metais pesados. E, o não tratamento adequado dos efluentes gerados por essas indústrias informais; pode ocasionar problemas ambientais graves. Esses reflexos já foram sentidos em estudo recente; feito por profissionais e estudantes da UNICAMP. Onde, mesmo após o tratamento dos esgotos e efluentes da principal estação sanitária da cidade, ainda restaram níveis perigosos desses resíduos na água. O que se deve, principalmente, as industrias clandestinas de jóias folheadas que se espalham pelo município.

Um estudo vem sendo desenvolvido para usar o tanino (uma substância presente na casca do eucalipto) para tratar esses resíduos e impedir a contaminação do ambiente. Assim, diversas indústrias de jóias folheadas legalizadas da cidade, aderiram financeiramente ao projeto. Afinal, algo tão bom e valioso para a cidade não pode converter-se em perigo para sua população.

As jóias folheadas devem sempre ser sinônimo de beleza e emoção; nunca de perigos.

(11) 3101-1162

spg@shoppingportogeral.com.br

sac@shoppingportogeral.com.br

Ladeira Porto Geral, 14
São Paulo/SP - 01022-000



(11) 3101-1162



spg@shoppingportogeral.com.br



sac@shoppingportogeral.com.br

Ladeira Porto Geral, 14
São Paulo/SP - 01022-000